Reserva Biológica Tamboré conta com novas espécies nativas de Mata Atlântica

Compartilhe:
Vista aérea da Reserva Biológica Tamboré.
Vista aérea da Reserva Biológica Tamboré. Foto: Instituto Brookfield.

Em parceria com a Prefeitura de Santana de Parnaíba (SP) e a empresa Jaguari, o Instituto Brookfield vem promovendo o enriquecimento da flora no anexo nº 3 da Reserva Biológica Tamboré — localizado na Avenida Cid Vieira de Souza, em frente ao condomínio Tamboré 10. Esse trabalho é feito com o plantio de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica, selecionadas pelo Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura.

Na primeira fase, ocorreu a supressão de eucaliptos em uma área de 70 mil metros. Na segunda etapa, houve o plantio de 1.500 mudas de espécies nativas do bioma da Mata Atlântica, que vão ocupar 15 mil metros dessa área. De acordo com Elifas Alves, técnico responsável pela Gestão Ambiental da Reserva, uma equipe está selecionando novos projetos para o plantio nos 55 mil metros restantes de área da Reserva. A empresa responsável pelo plantio deve acompanhar o crescimento das mudas (realiza ações de conservação) ao longo de 20 anos.

Ao fazer o enriquecimento da flora, muitos são os benefícios alcançados. “Há um aumento da presença de avifauna no interior da Reserva; melhoria na qualidade da alimentação dos animais, com aumento de árvores frutíferas; além de melhoria na qualidade do ar e do clima também”, destaca Elifas.

O plantio das 1.500 mudas tem previsão para ser concluído até meados de dezembro deste ano.

Leia também:
Câmeras ajudam a monitorar fauna da Reserva Biológica Tamboré