Cooperativa destaca ações de educação ambiental em Santana de Parnaíba

Compartilhe:

avemare

Nos últimos meses, a Cooperativa Avemare tem concentrado foco na organização dos cooperados, da infraestrutura e na educação ambiental do município de Santana de Parnaíba (SP). O Instituto Brookfield é um dos apoiadores da cooperativa.

Conversamos com Ionara dos Santos, presidente da cooperativa, e Valéria Vasconcelos, cooperada e agente ambiental, para saber as principais novidades. Confira!

Organização da cooperativa

– Reforma da parte elétrica
Foi feita com a verba do contrato com a Prefeitura de Santana de Parnaíba.
“Com essa iniciativa, buscamos melhorar a nossa segurança no galpão e melhorar a qualidade do ambiente do trabalho”, destaca Ionara.

– Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) dos cooperados
Fazem parte dos EPIs: botas, luvas, calças e camisetas. “Agora todos os cooperados usam uniformes e estão mais protegidos! Os EPIs tornam o nosso trabalho mais profissional, com mais qualidade, eficiência e profissionalismo”, ressalta Ionara.

Ações de educação ambiental

– Avemare participa da 3ª etapa do Programa “Dê a mão para o futuro”
Entre os dias 4 e 8 de julho, das 8h às 17h, os cooperados da Avemare, em parceria com a ABIHPEC, farão ação de educação ambiental no Bairro São Pedro, em Santana de Parnaíba. Durante essa semana, eles distribuirão folhetos e imã de geladeira com dicas e horários da coleta seletiva na região.

– Reforço de educação ambiental nos condomínios de Alphaville
Neste ano, a Avemare realizou ações de reforço de educação ambiental com moradores de Alphaville. A agente ambiental Valéria afirma que tem encontrado dificuldades no fluxo das ações, por falta de entendimento sobre a importância do trabalho realizado. Até o mês de junho, o Grupo de Educação Ambiental da Avemare realizou ações em dois condomínios e dois prédios.

“Tem sido difícil conseguir autorização para realizar o nosso trabalho nos condomínios. Os representantes alegam que os moradores não querem ser incomodados. Isso prejudica diretamente a cooperativa porque muitos condomínios ainda misturam todos os materiais recicláveis com os orgânicos. Quando conseguimos essa conscientização, aí veremos aumento na participação dos moradores e na quantidade de materiais recicláveis coletados”, diz.