Dengue: a prevenção começa em casa

Compartilhe:

Nesta quarta-feira (2), foram abertas as inscrições para voluntários que desejam participar dos primeiros testes clínicos de uma vacina contra a dengue no Brasil, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP). O objetivo é combater, em dose única, os quatro tipos de doença identificados no mundo.

Os avanços na saúde são muito bem-vindos, mas a melhor opção ainda é prevenir a doença. Como o mosquito Aedes aegypt, que transmite a dengue, se reproduz em água parada, fique atento à água acumulada em vasos, garrafas, pneus e outros locais próximos à sua casa.

Confira algumas dicas do Guia do Projeto Conviver para evitar a multiplicação desse mosquito:

1 – Guarde os materiais descartáveis e/ou recicláveis em locais secos ou
cobertos abrigados da chuva;

2 – Se tiver lonas ou piscinas em casa, não deixe poças d’água;

3 – Guarde pneus velhos sem água e em locais cobertos. Se não for mais
utilizá-los, destine-os ao serviço de limpeza urbana;

4 – Verifique se os ralos da casa estão entupidos e limpe-os. Feche-os sempre que puder;

5 – Guarde garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo;

6 – Caso tenha animais em casa, lave as vasilhas de água e comida pelo menos
uma vez por semana com água, sabão e escova;

7 – Se a geladeira tiver bandeja externa removível, lave-a uma vez por semana;

8 – Mantenha os pratos dos vasos de plantas sempre secos;

Fique por dentro de mais dicas de boa convivência para sua casa e seu condomínio baixando o Guia Conviver , produzido pelo Instituto Brookfield para o Projeto Conviver.

Dicas de boa convivência: animais de estimação

Compartilhe:

Você conferiu o Manual do Conviver em nossa Midiateca? Lá você encontrará essa e outras dicas de boa convivência com seu vizinho, bairro e cidade!

Hoje separamos uma dica especial para quem tem animais de estimação, confira:

Arte para você compartilhar no Facebook. Espalhe por aí essa ideia!

Companheiros e únicos. O difícil é não se apegar aos animais de estimação que escolhemos para cuidar, não é? Segundo um estudo liderado por Allen McConnel, da Universidade de Miami, pessoas que possuem animais de estimação têm mais qualidade de vida e conseguem resolver melhor diferenças individuais.

Diariamente, os animais de estimação precisam de cuidados simples, mas essenciais para mantê-los saudáveis. É uma relação que envolve carinho e responsabilidade.

Confira algumas dicas e atitudes que ajudam a cuidar do seu animal, e manter a boa convivência na comunidade em que vive:

– Mantenha as vacinas do seu animal em dia. Procure postos de vacinação gratuitos em sua cidade;
– Faça a castração, caso não queira que seu animal reproduza. Ela evita doenças e impede o aumento do número de animais de rua. As prefeituras têm campanhas gratuitas para castração;
– Passeie com seu cão usando coleira. Caso seu cachorro seja agressivo, use focinheira para evitar acidentes;
– Recolha sempre a sujeira do seu animal, seja na rua ou no condomínio.

Divulgue para os seus amigos! Essas dicas podem melhorar a vida do seu animal de estimação, e o lugar onde você vive.

Quer mais dicas para melhorar sua qualidade de vida? Veja no Manual do Projeto Conviver!

Com informações da Revista Veja.

Confira a nova Página do Projeto Conviver!

Compartilhe:
Reunião integrada com os moradores. Foto: Instituto Brookfield.

Agora o Projeto Conviver tem uma página específica no portal do Instituto Brookfield. Você já conhece esse Projeto? Ele tem o objetivo de facilitar o processo de mudança e organização das famílias e condomínios, por meio da integração e participação, promovendo mais qualidade de vida e o desenvolvimento local. O Projeto, ainda em caráter piloto, está sendo desenvolvido no bairro Jardins do Cerrado, em Goiânia (GO).

Na página do Conviver, você pode conferir fotos do andamento do Projeto, a metodologia utilizada, dinâmica de atuação, notícias postadas no blog, entre outras informações mais detalhadas sobre ele.

Mais sobre o Conviver

Alinhado à proposta de desenvolvimento local do Projeto Ambientes Saudáveis, o Conviver soma esforços para promover a qualidade de vida dos moradores. A programação envolve atividades e reuniões integradas, trabalhando temas como preservação patrimonial, gestão condominial, planejamento financeiro e educação ambiental. O trabalho é realizado no próprio local e contempla crianças, jovens, adultos e terceira idade.

Conheça o Manual Conviver na nossa Midiateca!

Os benefícios da boa convivência

Compartilhe:

“A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.” (Joseph Addison)

Foto: Getty Images

Vamos dedicar este post à boa convivência. A dica de hoje reforça o que músicas e poemas não cansam de falar: “É impossível ser feliz sozinho”. Mas não estamos falando de relacionamentos amorosos, e sim de amizade!

Na adolescência, estima-se que gastamos 33% do nosso tempo com nossos amigos. Alguns anos e tantas preocupações depois, muitas vezes, passamos por cima dessa necessidade tão básica e dedicamos não mais que 10% do nosso tempo a eles.

Em épocas de “amizade em massa” e supervalorização do número de “amigos”, estudos da Universidade de Oxford concluíram que o número máximo de pessoas com quem um humano consegue se relacionar de forma íntima é 150. Isso porque uma amizade requer a memorização de informações importantes do outro, e o cérebro não consegue guardar detalhes de mais do que 150 pessoas.

Responsáveis por muitos dos bons momentos da nossa vida, amigos por perto tornam tudo mais leve, prazeroso e mais saudável. Quando falamos de convivência no ambiente de trabalho, por exemplo, nada mais agradável do que ter um amigo na empresa, não é?

Veja algumas dicas que podem contribuir para isso:

– Ao descobrir colegas com hábitos, gostos ou crenças em comum com você, tome a iniciativa e converse com eles sobre o tema que os une;

– O lugar do cafezinho pode ser o ponto de partida para conhecer colegas e futuros amigos;

– Falar sobre assuntos que não têm relação com o trabalho cria laços e fortalece o grupo;

– Aceitar o convite para o futebol e outros eventos fora do trabalho é também um passo para ter experiências diferentes com aquelas pessoas com quem você passa mais de 50% do seu tempo acordado.

Foto: Getty Images

Projeto Conviver

Já que falamos de integração e boa convivência, aproveitamos para dar uma boa notícia: neste mês de agosto, o Instituto Brookfield lançará, em Goiânia (GO), o Projeto Conviver, que atua nos empreendimentos do Movimento Doce Lar (construções do segmento econômico da Brookfield Incorporações, parte do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal).

O objetivo do projeto é apoiar as famílias que vão residir nesses espaços em sua adaptação a essa mudança. Esse apoio será dado por meio de diversas ações didáticas com reuniões, atividades, gincanas, entre outras ações. Um dos focos de trabalho é exatamente integrar os condôminos e corresponsabilizá-los pela melhoria contínua do espaço de convivência.