Guia online ensina a germinar 100 espécies nativas

Compartilhe:

forest-54555_1280

Se você se interessa por sementes, o “Guia Sementes Florestais – guia para germinação de 100 espécies nativas”, iniciativa do Instituto Refloresta, conta uma linguagem acessível para ajudar quem quer aprender mais sobre sementes florestais. O objetivo é contribuir para a qualidade e a diversidade de espécies em ações de restauração florestal. O material pode ser baixado gratuitamente.

A publicação apresenta técnicas para tratamentos pré-germinativos de sementes florestais que ocorrem em formações vegetais do estado de São Paulo: Floresta Ombrófila Densa, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual e Cerrado.

“Muitos modelos de restauração florestal incluem na listagem espécies exóticas com aproveitamento econômico (frutíferas, medicinais, resiníferas, melíferas, etc.), a fim de que possam contribuir como fonte alternativa de renda ou mesmo de alimentação para os produtores. Entretanto, é necessário realizar um planejamento adequado para que a exploração econômica dessas áreas cause o menor impacto possível”, alerta a publicação.

Com informações do portal Ciclo Vivo. 

Guarda Mirim participa de ação de plantio na Reserva Biológica Tamboré

Compartilhe:

guarda-mirim-reserva
Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (SMPUMA) de Santana de Parnaíba (SP), muitas nascentes e córregos do município são alvos de aterramentos e despejos de resíduos, ocupação irregular, entre outras ações irregulares.

Para mudar esse cenário, a SMPUMA desenvolveu o Projeto Proteção de Nascentes, que incentiva ações de proteção e conscientização da população que assegurarem a disponibilidade de água potável. Com a colaboração do Projeto Arborizar, é realizado o plantio de mudas de árvores nativas de Mata Atlântica, que enriquecem a flora da nascente e permitem a infiltração da água de chuva no solo. Assim, o ciclo da água não é interrompido e o lençol freático continua abastecido, permitindo o afloramento natural da água por meio das nascentes e o constante abastecimento dos rios e córregos.

A Reserva Biológica Tamboré, em Santana de Parnaíba (SP), no dia 25/03, recebeu uma ação de plantio de mudas nativas da Mata Atlântica. A iniciativa faz parte do Projeto Proteção de Nascentes, que busca conscientizar a população sobre a importância dos recursos hídricos de Santana de Parnaíba (SP).

O evento teve a participação da Guarda Municipal Comunitária, da Secretaria de Educação e a de 18 alunos da Guarda Mirim que aprenderam sobre a importância da manutenção das nascentes e conheceram a Reserva Biológica Tamboré. Os alunos receberam uma cartilha sobre o tema, desenvolvida pela Secretaria de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, e foram orientados sobre como se comportar dentro da Reserva, tendo em vista que, nela, só são permitidas visitas de cunho educacional ou para pesquisa.

Na nascente, eles realizaram o plantio de 30 mudas. Além disso, puderam ver como ocorre o afloramento de água e a aprender sobre a importância da vegetação na manutenção do terreno ao seu redor. Eles também foram incentivados a se tornarem cidadãos ativos na proteção dos recursos hídricos da cidade, seja difundindo seu aprendizado ou atuando como agentes fiscalizadores, informando a Fiscalização Ambiental quando presenciarem crimes ambientais no município, por exemplo.

Essa ação foi realizada em parceria com o Instituto Brookfield, a Guarda Municipal Comunitária (GMC) – que levará os alunos da guarda-mirim para realizar a atividade –e a Secretaria Municipal de Educação (SME).

Proteção de Nascentes

O Projeto Proteção de Nascentes tem o objetivo de atender outras áreas do município e convida a população a entrar em contato com o Departamento de Meio Ambiente, da SMPUMA, caso conheça nascentes com necessidade de enriquecimento da vegetação e proteção.

A equipe técnica vai avaliar o local e incluí-lo no escopo do projeto (sujeito a regramento específico de proteção e conservação). O contato pode ser feito pelo telefone 4622-7535, por meio do e-mail smpuma@santanadeparnaiba.sp.gov.br ou no endereço Rua Prof. Eugênio Teani n° 243, Jardim Prof. Benoá – Santana de Parnaíba/SP.

Com informações da Prefeitura de Santana de Parnaíba

Reserva Biológica Tamboré recebe ação de plantio

Compartilhe:

reserva-2

No dia 25/03, a Reserva Biológica Tamboré, em Santana de Parnaíba (SP), vai receber uma ação de plantio de mudas nativas da Mata Atlântica. A iniciativa faz parte do Projeto Proteção de Nascentes. O objetivo é conscientizar os jovens em relação à importância dos recursos hídricos e colocar, em prática, ações efetivas para a sua conservação.

Com o auxílio do Projeto Arborizar, da Prefeitura de Santana de Parnaíba, o plantio de mudas nativas da Mata Atlântica tem o intuito de enriquecer a vegetação de nascentes localizadas no município.

Esse plantio, especificamente, vai ser realizado em parceria com Instituto Brookfield, a Guarda Municipal Comunitária (GMC) – que levará os alunos da guarda-mirim para realizar a atividade, e com a Secretaria Municipal de Educação (SME).

Projeto Proteção de Nascentes

O município de Santana de Parnaíba é rico em recursos hídricos, os quais são drenados por três bacias hidrográficas: a do Rio Sorocaba, Rio Tietê e Rio Juqueri.

Muitas nascentes e córregos do município são alvos de desmatamentos, ocupações irregulares, descarte de efluentes residuais, aterramentos e despejo de resíduos, que comprometem a qualidade destes recursos.

Ações de proteção e conscientização da população são essenciais para assegurar a disponibilidade de água potável para a população e de qualidade do meio ambiente. Foi pensando nisso que a Secretaria de Planejamento Urbano e Meio Ambiente criou o Projeto de Proteção de Nascentes. O objetivo é conscientizar a população sobre importância dos recursos hídricos e colocar em prática ações efetivas para a conservação das nascentes localizadas no município Santana de Parnaíba. Com o auxílio do Projeto Arborizar, ele acontece por meio da identificação com placas e plantio de mudas nativas.

Com informações da Prefeitura de Santana de Parnaíba

Dicas de como economizar água em casa

Compartilhe:

child-559407_1280

A sua casa pode ser um espaço importante de preservação dos recursos hídricos. Oportunidades não faltam no dia a dia para mudar seus hábitos — e até conscientizar as crianças.

Confira cinco dicas de ações para colocar em prática com elas:

1) Reutilize a água

Chame as crianças para fazer algumas atividades que não exigem água tratada, como lavar o carro e as calçadas. A água que sobra após o banho na banheira ou ao lavar roupa pode ser reutilizada. Lembre-se de dizer a meninada quais são as atividades que precisam ou não de água potável.

2) Cultive um jardim

Cultivar um jardim em casa é uma forma de explicar sobre a importância da água para a vida. Se não tiver espaço, um simples vaso com uma planta é suficiente como exemplo.

3) Escolha o que e quando comprar

O maior consumo de água acontece fora de casa: cerca de 70% do gasto de água mundial corresponde à agropecuária e 20% à indústria, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Com esses dados, vale a pena refletir sobre os hábitos de consumo da família.

4) Entre em contato com a natureza

Um jeito divertido de educar e conscientizar as crianças é visitar parques no meio da cidade e programar passeios em contato com a natureza.

5) Faça uma lista de ações

Sente com as crianças e crie uma lista do que a família pode fazer para economizar água. Varrer a calçada em vez de lavar com água, reduzir o tempo de banho, entre outras atividade, são ações que resultam em economia. A semana acabou? Então, já é hora de retomar a lista para que vocês avaliem o que foi e o que não foi cumprido.

Com informações do Ciclo Vivo

Reserva ganha mais de mil novas espécies nativas de Mata Atlântica

Compartilhe:

reserva-biologica-v3

Na primeira quinzena de fevereiro, o Instituto Brookfield, em parceria com a Prefeitura de Santana de Parnaíba (SP) e a empresa Jaguari, finalizou o enriquecimento da flora no anexo número 3 da Reserva Biológica Tamboré.

Nesta ação, houve o plantio de 1,5 mil mudas de espécies nativas de Mata Atlântica, em 15 mil metros da Reserva. Todas selecionadas pelo Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura. A empresa responsável pelo plantio vai acompanhar o crescimento das mudas ao longo de 20 anos.

A iniciativa reafirma o compromisso do Instituto Brookfield com a preservação e conservação da Reserva Biológica Tamboré.

Entre os muitos benefícios do enriquecimento da flora estão: aumento da presença da avifauna no interior da Reserva, aumento de árvores frutíferas, melhoria na qualidade do ar e do clima, além de melhoria na qualidade da alimentação dos animais.

Sobre a Reserva Biológica Tamboré
Com 3.673.385,71 m2, a Reserva Biológica Tamboré é uma das maiores unidades de conservação brasileiras inseridas no perímetro urbano. Está localizada no bairro Tamboré, em Santana de Parnaíba, município da região oeste da Grande São Paulo. A Reserva é um bem público. O Instituto Brookfield, por meio de um convênio com a Prefeitura, foi autorizado a elaborar programas e projetos que contribuam com a preservação e conservação da Reserva, envolvendo também a comunidade da região nesse processo.